Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 






O que é o termalismo e seus benefícios

por Dicas e Manhas, Segunda-feira, 11.11.13

Termalismo

A água não é só benéfica quando ingerida. Muitas das marcas de água que habitualmente conhecemos e consumimos representam localidades onde estão inseridas termas.
Desde há muitos séculos que se conhece a importância de banhos com águas terapêuticas para o tratamento ou prevenção  de algumas doenças. Apesar de ter havido um período

em que as termas caíram em desuso e quase faliram, a partir do final do ; século XX voltou-se a apostar nos tratamentos termais e actualmente mais de 100.000 pessoas recorrem anualmente às estâncias termais portuguesas.

O termalismo não utiliza somente as propriedades da água em que está inserida a estância, engloba também todo um conjunto de tratamentos à base de produtos naturais retirados da nascente, como vapores, gases e lamas.

Infelizmente, grande parte das pessoas que recorrem às termas não o fazem por mero cuidado preventivo da doença, mas sim com o intuito reabilitador que os seus tratamentos podem proporcionar, uma vez que a doença já está instalada. A cura termal faz-se normalmente com prescrição médica e é indicada a estância que melhor resposta possa dar à patologia da pessoa.

São as características químicas das águas que vão determinar o tipo de patologia a tratar:

Águas sulfúreas, gasocarbónicas ou fluoretadas Patologias das vias respiratórias: alterações rinofaríngeas e brônquicas
Águas bicarbonatadas, gasocarbónicas, cloretadas ou sulfatadas Patologias ou afecções do aparelho digestivo: gastroduodenais, hepatobiliares e do cólon
Águas sulfatadas, cálcicas e magnésicas Afecções nefrourinárias: rins e bexiga
Águas bicarbonatadas, carbonatadas, silicatadas ou águas fluoretadas, sulfúreas, sulfatadas, cloretadas e cálcicas Afecções reumáticas e musculoesqueléticas
Águas carbonatadas, bicarbonatadas, silicatadas e fluoretadas Perturbações do aparelho circulatório: varizes, hemorróides e hipertensão
Águas sulfúreas, bicarbonatadas, gasocarbónicas, silicatadas e fluoretadas Afecções dermatológicas
Águas bicarbonatadas, gasocarbónicas e silicatadas Doenças de foro metabólico endócrinas: diabetes, dislipidemia e gota
Águas quentes sulfúreas, sódicas e carbonatadas Afecções ginecológicas

Os tratamentos termais incluem inúmeras técnicas que vão desde banhos, duches, massagens, estufas, nebulizações de vapor, resinalações, gargarejos e banhos ou aplicações de lama. Esta última técnica apenas é utilizada nas termas de Chaves, Aregos e Vizela. As lamas termais têm um efeito vasodilatador e são indicadas para as perturbações articulares e as osteopatias, apresentando efeitos muito positivos.

 

COMPROVADO

O termalismo é uma prática cientificamente comprovada que traz benefícios à saúde, não só prevenindo doenças, como agindo sobre elas e diminuindo os seus sintomas.
Os tratamentos termais produzem efeitos imediatos visíveis e, mais importante ainda, produzem efeitos a médio prazo. Daí que seja normal que, pelo menos uma vez por ano, as pessoas se desloquem às estâncias termais.
E importante referir que, para as pessoas idosas ou com doenças profissionais, as despesas dos tratamentos termais são comparticipados num valor fixo pela Segurança Social e outros sub-5 sistemas de saúde e que as despesas de deslocações e alojamento podem ser descontados no IRS.
Além disso, este tipo de tratamento dá direito a baixa médica, pelo que pode ser realizado fora do período de férias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Dicas e Manhas às 17:24









Google +