Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 






Algumas Dicas para compra de carro usado e evitar algumas dores de cabeça.

por Dicas e Manhas, Terça-feira, 07.11.17

 

mini_6b.jpg

 

 

 

1. Pesquise bem o carro que melhor se adequa às suas necessidades.

Entre espaços fisicos existe igualmente vários sites de venda de automóveis.
Tente também encontrar informações sobre quais os modelos e os que causam menos problemas a médio prazo.
Tal como qualquer compra, por vezes os consumidores são levados pelo lado emocional esquecendo

o lado mais racional.
Rejeite o carro se tiver qualquer tipo de dúvida.
Não tome esta decisão impulsivamente.

 

2. Para efectuar o ‘test-drive’ leve alguém consigo que perceba de mecânica.
Desta forma terá acesso a uma inspeção feita por alguém de confiança e se existir algum problema com o carro saberá logo !.

 

3. Pontos-chave a verificar :


Se não pode recorrer nem a amigos ou a oficinas para fazerem uma inspeção ao carro faça-a você mesmo.
Comece por verificar se existe ferrugem na carroçaria, amolgadelas ou mossas.
Confirme também o estado dos pneus, as luzes, a pintura e a abertura de portas e capô.
No interior do automóvel, verifique se os estofos se encontram em bom estado, se os bancos e os cintos funcionam e se não há estragos em botões, espelhos, fechadura e chave de ignição.
Experimente ligar o motor para verificar se existe indicação de algum tipo de avaria ou revisão no painel.
Se conseguir, veja também o nível de óleo e a validade da bateria.
Peça para fazer o ‘test-drive’ e verifique o funcionamento dos travões, o alinhamento da direção e se a transmissão e a caixa de velocidades não fazem barulho ou emperram.

 

4-Para confirmar os KMS de um carro, pode ser pedido ao IMTT, a emissão das inspecções técnicas.
Tem um custo de 27€, pode ser pedido online, e dá para verificar as 5 últimas inspecções (mínimo).


Após pagamento fica disponível para impressão.


Se os Kms, que constam no IMTT, não corresponderem aos que o veículo, já sabe que está a ser alvo de tentativa de burla!

 

A Deco providencia uma ‘check-list’ ( Disponível no final da página do link ) que pode utilizar nestas situações.

 

5. Pesquise o preço.


Se tem medo de sentir-se enganado com o preço existem alguns indicadores que podem ajudá-lo a determinar qual o preço certo e a definir limites ao que pode aceitar. Em sites de venda online consegue comparar preços, quilometragem e outras distinções.

No Standvirtual poderá conhecer qual o preço mais indicado para o carro em questão. Para isto terá que ter acesso à marca, modelo, ano do registo, quilometragem e combustível para fazer uma boa comparação.

 

6. Faça contas ao seguro


Se quer saber também quanto irá pagar pelo seguro poderá aproveitar e fazer várias simulações online. Assim poderá ficar a saber quanto irá pagar pelo seguro que terá que fazer obrigatoriamente para o seu automóvel.

 

7. Verifique a documentação do carro e se a matricula está activa.


Antes de dar qualquer tipo de sinalização verifique se o automóvel tem todos os documentos em ordem, como o registo de propriedade ou o livrete. A ACP recomenda especial cuidado na verificação do nome do vendedor e se este é o mesmo que está nos documentos da viatura ou se existe uma declaração de venda assinada pelo proprietário.

Confirme também se o número do chassis e do motor é igual ao que consta no documento e se existe uma reserva no registo de propriedade a favor da entidade de crédito, uma vez que para a remover poderá ter um custo adicional, alerta também a ACP. Convém que também tenha acesso ao livro de revisões, aos códigos de segurança e anti-roubo, ao livro de instruções do carro, ao certificado de inspeção e ao comprovativo do pagamento do imposto do selo.

 

8. Confirme a garantia do automóvel caso exista.


Se está a pensar em comprar o automóvel a um particular fique a saber que não existe obrigatoriedade da garantia. No entanto, o carro poderá ter a garantia do fabricante e, neste caso, há que confirmar se esta se encontra válida.
Se adquirir o automóvel num ‘stand’ de usados terá direito a uma garantia de dois anos (ou no mínimo de um ano, caso haja acordo entre o comprador e o vendedor).
Peça sempre por escrito os termos da garantia, como o prazo e as coberturas compreendidas bem como, as obrigações do comprador.

 

9. Se recorrer ao crédito visite várias entidades entre os quais bancos, pode poupar centenas de euros por ano consoante a escolha.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Dicas e Manhas às 14:26









Google +